Sites e aplicativos registram tiroteios e violência no Rio de Janeiro Dicas
Sites e aplicativos registram tiroteios e violência no Rio de Janeiro

Sites e aplicativos registram tiroteios e violência no Rio de Janeiro

Rodrigo Rocha Rodrigo Rocha Publicado em 26 de junho de 2017

Parece mentira, mas 2 sites/aplicativos apresentados pelo Fantástico ontem estão mostrando onde há tiroteios e violência no Rio de Janeiro (RJ), nossa tão amada cidade maravilhosa. E há dezenas de milhares de pessoas utilizando os serviços antes de sair de casa já que, segundo a reportagem, cerca de 15 a 16 tiroteios são registrados todos os dias na região metropolitana da cidade.

Lançando no ano passado, o site Onde Tem Tiroteio – RJ (OTT-RJ) já possui mais de 140 mil seguidores nas redes sociais e um objetivo muito direto: “Essa página tem a missão de salvar os cariocas das balas perdidas, dos arrastões e das blitz falsas que amedrontam a cidade maravilhosa e o Brasil.”

 

Visão do site Onde Tem Tiroteio - RJ

Visão do site Onde Tem Tiroteio – RJ

 

Segundo os voluntários que criaram a página, a veracidade dos relatos é checada antes de cada postagem com os moradores da região e outros usuários. Se isso não ajuda a evitar o tiroteio em tempo real, acaba por construir uma imagem das regiões onde há mais violência armada na capital carioca.

Já o site e aplicativo Fogo Cruzado é uma iniciativa da Anistia Internacional no Brasil. O objetivo descrito na página é o de “registrar a incidência de tiroteios e a prevalência de violência armada na região metropolitana do Rio de Janeiro”. Tudo com tecnologia e de forma colaborativa.

 

Visão do site Foto Cruzado, mantido pela Anistia Internacional no Brasil

Visão do site Foto Cruzado, mantido pela Anistia Internacional no Brasil

 

Do mesmo modo que o OTT-RJ, os organizadores da página e aplicativo informam que cinco pessoas recebem as informações, checam tudo na imprensa e com a polícia e, somente após a confirmação, publicam os relatos enviados.

 

Rodrigo Rocha
rodrigo@agenteviaja.net
Instagram: @agenteviaja
Twitter: @agenteviaja
Curta facebook.com/AGViaja


Notícias Relacionadas


Booking.com