10 dicas para levar seus medicamentos numa viagem internacional Dicas
10 dicas para levar seus medicamentos numa viagem internacional

10 dicas para levar seus medicamentos numa viagem internacional

Rodrigo Rocha Rodrigo Rocha Publicado em 20 de fevereiro de 2017

Passageiros com doenças crônicas como diabetes ou vivendo com HIV, por exemplo, precisam tomar alguns medicamentos de uso contínuo. Quem não precisa fazer uso de remédios permanentemente, com certeza precisará em algum momento. E ele pode coincidir com uma viagem internacional.

Pensando assim, nos perguntamos: na hora de fazer embarcar para outro país, que cuidados as pessoas que estão fazendo uso de algum medicamento precisam ter? É preciso algum tipo de preparação especial? Em alguns casos, sim.

Por isso, separamos aqui algumas dicas que vão lhe ajudar na hora de viajar, caso você está tomando algum remédio.

1. Busque informações nas embaixadas ou consulados dos lugares para onde você vai e descubra se há restrições quanto ao transporte de medicamentos na bagagem de mão.

2. Carregue consigo a prescrição médica dos seus medicamentos e mantenha-os, sempre que possível, em suas embalagens originais. Isso facilita a identificação de cada um caso a alfândega queira conferir as substâncias, por exemplo.

3. Na bagagem de mão, respeite o limite de 100 ml por frasco de cada líquido transportado.

4. Sempre que possível, prefira carregar todos os seus medicamentos na bagagem de mão para que, no caso do extravio de alguma mala despachada, você não fique sem eles.

5. Se você faz uso de medicamentos injetáveis, como no caso de pessoas com diabetes que aplicam insulina, acondicione as agulhas em embalagens lacradas que deverão ser apresentadas à segurança do embarque junto com a receita, já que não são permitidos objetos perfuro-cortantes a bordo.

6. Adquira medicamentos suficientes para toda a viagem. Pode ser que você não os encontre ou não consiga comprá-los com facilidade no destino.

7. Caso seja portador de alguma doença crônica, leve um laudo médico que descreva a necessidade de medicação contínua e apresente se for solicitado.

8. Peça ao seu médico que indique na prescrição do medicamento o nome genérico da substância, a quantidade a ser levada e que o faça também em inglês. Tenha certeza também de que seu nome esteja escrito por completo e de maneira correta na receita para conferência com seus documentos de viagem.

9. Alguns objetos, como o cilindro de oxigênio, podem ser proibidos dentro da aeronave. Então quem precisa utilizá-los durante o voo deve informar isso à companhia aérea e solicitar assistência especial pelo menos 72 horas antes do embarque.

10. Se algum medicamento precisa ser refrigerado, o ideal é que você também solicite previamente o apoio da companhia, já que não é permitido entrar no avião com gelo.

 

Leia também: Por que você precisa contratar um seguro viagem?

Boa viagem!

 

Rodrigo Rocha
rodrigo@agenteviaja.net
Instagram: @agenteviaja
Twitter: @agenteviaja
Curta facebook.com/AGViaja


Notícias Relacionadas


Booking.com