Mapa do Turismo Brasileiro registra recorde em número de regiões Destinos
Mapa do Turismo Brasileiro registra recorde em número de regiões

Mapa do Turismo Brasileiro registra recorde em número de regiões

Kady Albuquerque Kady Albuquerque Publicado em 21 de setembro de 2017

Com informações do Ministério do Turismo, Correio da Bahia e Diário da Amazônia
O Ministério do Turismo divulgou o novo Mapa do Turismo Brasileiro no dia 14 de setembro. A ferramenta destaca os municípios que adotam o turismo como estratégia de desenvolvimento e orienta a definição de políticas públicas para o setor.

De acordo com a publicação, em comparação com o ano passado, o número de regiões turísticas e municípios cadastrados aumentou. Em 2016, eram 2.175 cidades em 291 regiões, contra 3.285 municípios em 328 regiões turísticas neste ano.

 

Nordeste é a segunda região com o maior número de destinos turísticos.

Nordeste é a segunda região com o maior número de destinos turísticos.

O Sudeste é a macrorregião do País com mais mais regiões turísticas, 121 e 1.138 municípios. Em seguida vem o Nordeste (84 regiões e 758 municípios), Sul (53 regiões e 905 municípios), Centro-Oeste (36 regiões e 225 municípios) e Norte (34 regiões e 259 municípios).

Para o Ministério do Turismo, o aumento nos números é resultado de um trabalho de conscientização da pasta junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançado este ano para fortalecer o setor de viagens no País. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos.

Categorização

De acordo com o novo mapa, 23% (740) dos municípios estão nas categorias A, B e C. Esses municípios concentram 93% do fluxo de turistas doméstico e 100% do fluxo internacional.

Os demais 2.545 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Estados contabilizam novos destinos

O número de municípios da Bahia com vocação turística aumentou em 2017, segundo o levantamento, representando um crescimento de 28%. No ano passado, 117 cidades integravam o Mapa do Turismo no Estado. Este ano, foram incluídos 33 destinos, totalizando 150. Eles estão distribuídos em treze regiões.

Entre os novos que figuram na lista, nas categorias A, B ou C, estão Alagoinhas, Cruz das Almas, Dias D’Ávila, Euclides da Cunha, Ipiaú, Santa Maria da Vitória, Santo Antônio de Jesus e Simões Filho. Os demais 97 municípios figuram nas categorias D e E.

Já o Mato Grosso do Sul soma 47 municípios, quatro a mais do que na última versão. De acordo com o novo mapa, 17 municípios estão nas categorias A, B e C, que são aqueles que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Como exemplo, temos destinos como Campo Grande, Corumbá, Dourados e Ponta Porã. A Paraíba aumentou sua participação no mapa em 59 municípios, ampliando para 101 o total de cidades com vocação turística.

O novo mapa do turismo de Santa Catarina conta com 251 municípios, um crescimento de 36% em relação ao mapa divulgado em 2016, quando o Estado listou 184 municípios na ferramenta. Em comparação ao ano passado, SC manteve 181 municípios de vocação turística e incorporou outros 70, em 12 regiões turísticas.

Kady Albuquerque
kadydja@agenteviaja.net
Instagram: @agenteviaja
Twitter: @agenteviaja
Curta facebook.com/AGViaja

 

 

 

 


Notícias Relacionadas


Booking.com