Conheça os destinos saborosos do chocolate brasileiro Destinos
Conheça os destinos saborosos do chocolate brasileiro

Conheça os destinos saborosos do chocolate brasileiro

Ministério do Turismo Ministério do Turismo Publicado em 19 de junho de 2017

Comer chocolate é bom, mas se for dentro da fábrica ou, ainda, apreciando a beleza das cidades produtoras e se divertindo em atrações feitas com o doce, a experiência pode ser ainda melhor. Algumas cidades brasileiras se destacam pela produção industrial ou artesanal da delícia feita a base de cacau. E os brasileiros gostam mesmo do chocolate.

Uma pesquisa do Ibope apontou que 75% dos brasileiros consomem o produto e que 61% dessas pessoas compram chocolate pelo prazer e satisfação que ele proporciona. Números que explicam o crescimento das vendas no país. De janeiro a setembro de 2016, a comercialização cresceu 13% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

E para ajudar os amantes do doce a se deliciarem em destinos pelo Brasil, a Agência de Notícias do Turismo preparou algumas sugestões:

Combu (PA)

 

 

 

26_05_17_IlhadoCombu_prefeitura_chocolate

Combu é uma ilha que fica nos arredores de Belém. Crédito: Prefeitura de Belém

 

Combu é uma ilha que fica nos arredores de Belém e é famosa por vender chocolates 100% artesanais, feitos com o cacau plantado no terreno dos produtores. O doce é a segunda maior fonte de renda das famílias, perdendo apenas para o açaí.

O chocolate do Pará é tão famoso que um dos mais renomados chefs de cozinha, Alex Atala, se rendeu a iguaria e incorporou o doce ao seu menu. Mas a fama turística de Combu vai além do chocolate. A ilha oferece opções de lazer como passeio no rio Guamá e trilhas ecológicas.

 

Chocolate da Ilha do Combu/ Foto: comida-saudavel.hi7.co

Chocolate da Ilha do Combu/ Foto: comida-saudavel.hi7.co


Ilhéus (BA)

 

26_05_17_ilheus6_chocolate_embratur

Crédito: Embratur

A cidade é considerada capital do cacau e destino para quem quer conhecer todo o processo produtivo do chocolate, desde as plantações de cacau até o doce pronto para consumo. Por lá, o turista pode visitar fazendas do fruto e conhecer a primeira fábrica de chocolate artesanal do Nordeste.

Quem vai a Ilhéus pode aproveitar também para fazer uma hidratação facial com chocolate ou participar da Circuito Cacau Running, uma corrida que traz a cultura da região cacaueira para as ruas do município.
Vila Velha (ES)

 

visita-a-fabrica-de-chocolates-garoto-014_turismo_chocolate

 

A fábrica de chocolates da Garoto está localizada em Vila Velha e se tornou atrativo para os amantes do doce. As visitas são chamadas de Chocotours e incluem passeio pela fábrica e pelo museu do chocolate. O visitante acompanha o processo de fabricação do produto e pode degustar alguns bombons. Aproveite que está no município mais antigo do Espiríto Santo e visite os históricos Convento de Nossa Senhora da Penha, Sítio Histórico da Prainha, Farol de Santa Luzia, além de outras atrações.

Campos do Jordão e Caçapava (SP)

 

chocolate_roteiro_campos do jordão

Foto: nathaliamenezes.com.br

O turismo do chocolate colocou Campos do Jordão na rota das cidades mais famosas para destinos doces. Além de fábricas, o local tem chocolaterias especializadas em tipos, sabores e derivados do doce como fondue, chocolate quente, geléias, licores e souvenirs.

Em Caçapava está a fábrica de chocolates Nestlé com portas abertas para visitação e, claro, degustação dos doces. O tour é realizado com grupos de, no máximo, 46 visitantes e a idade mínima para visitação é de 12 anos.

Gramado e Canela (RS)

26_05_17_Gramado_fabrica_chocolate

Fabrica de chocolates em Gramado. Foto: Beto Garavello/ Embratur

Vizinhas, as cidades são a cara do chocolate brasileiro e repletas de mini-fábricas, lojas e expositores. Gramado é tão chocólatra que tem até um Mundo de Chocolate, único parque temático da América Latina com mais de 200 peças produzidas inteiramente de chocolate e que mais parecem esculturas. A Torre Eiffel de chocolate, por exemplo, mede 4 metros de altura, pesa 800 quilos e demorou mais de 100 horas para ser produzida manualmente.


Fonte: Agência de Notícias do Turismo


Notícias Relacionadas


Booking.com