Quadro a quadro

Museus de Paris pedem para que os pais levem filhos para ver nu artístico

Paulo Lannes

Bio: Jornalista e estudante de Teoria, Crítica e História da Arte na UnB, viaja o mundo atrás de obras-primas e boas histórias. Aos sábados, ele dará dicas sobre museus e revelará curiosidades desse fascinante mundo das artes.

Museus de Paris pedem para que os pais levem filhos para ver nu artístico

Paulo Lannes Publicado em 11 de outubro de 2017

Como eu disse na coluna anterior, nudez na arte é questão superada há séculos. E os museus de Paris, meca da arte mundial, não me deixam mentir.

A direção responsável pela divulgação dos museus d’Orsay e d’Orangerie, uns dos mais visitados capital francesa, anunciaram a volta de uma campanha que pede para que os pais levem filhos para ver “gente nua” nos espaços culturais.

"Tragam seus filhos para ver gente nua", diz campanha de museus parisienses. Foto: Divulgação

“Tragam seus filhos para ver gente nua”, diz campanha de museus parisienses. Foto: Divulgação

Em entrevista a RFI, a diretora de comunicação dos museus e coordenadora da campanha Amélie Hardivillier afirmou que ambos os espaços não têm censura de idade e disse que museu é lugar de criança sim. “Queríamos mostrar que são as crianças que levam os pais aos museus”, explicou.

O objetivo central da campanha, lançada originalmente em 2015, é chamar atenção do olhar da criança sobre as obras expostas no espaço – muitas delas são nus clássicos.

A atriz Deborah de Robertis realizou uma performance nudista diante do quadro "A Origem do Mundo", de Coubert, no Museu D'Orsay. Foto: reprodução

A atriz Deborah de Robertis realizou uma performance nudista diante do quadro “A Origem do Mundo”, de Coubert, no Museu D’Orsay. Foto: reprodução

Além disso, a campanha visava trazer à tona debates que atualizem as obras. “São Sebastião é um santo. Mas pode se tornar um ícone gay se você o observar nas pinturas com o olhar de hoje”, diz.

Ela também soube da polêmica com a exposição “Queermuseu”, fechada em Porto Alegre (RS) após acusação de pedofilia e blasfêmia, e a performance nudista no Museu de Arte Moderna de São Paulo SP). “Sei que São Paulo é palco de belas exposições. É muito grave essa situação. Fico triste com essa notícia”, desabafou.

 

Vamos superar esse assunto, vamos?

 

Paulo Lannes
paulo@agenteviaja.net
Instagram: @agenteviaja
Twitter: @agenteviaja
Curta facebook.com/AGViaja


Mais posts da coluna Quadro a quadro


Booking.com