Na hora de viajar

Gol e Azul vão cobrar R$ 30 por bagagem despachada com até 23 quilos

Rodrigo Rocha

Bio: É jornalista curioso, canceriano apaixonado e nordestino bruto virado no raio! Aqui, ele fala tudo o que a gente precisa saber agorinha pra viajar melhor.

Gol e Azul vão cobrar R$ 30 por bagagem despachada com até 23 quilos

Rodrigo Rocha Publicado em 15 de maio de 2017

Acabou-se o que era doce. A partir do dia 20 de junho, algumas companhias aéreas já começarão a cobrar para despachar bagagens. A expectativa é que, junto com a cobrança, elas também comecem a oferecer descontos para quem levar apenas bagagem de mão com até 10 kg.

A cobrança vem sendo discutida desde 2016 e a liminar que havia proibido o seu início caiu em 28 de abril. Enquanto Gol e Azul já anunciaram os valores que cobrarão dos passageiros, Avianca e LATAM decidiram não alterar seu sistema ainda.

Gol

Na Gol, a tarifa mais baixa para quem não despachar bagagem será chamada de Light. A promessa é de que ela custe menos do que a tarifa normal, que vai incluir a franquia que atualmente é permitida para qualquer viajante: 23 kg em voos nacionais.

Se você comprar o bilhete na tarifa Light e decidir despachar bagagem depois, o valor cobrado será de R$ 30 para uma mala de até 23 kg, caso você compre o serviço nos canais de autoatendimento e nas agências de viagens. Quem deixar para pagar no balcão do check-in vai pagar R$ 60 por mala.

Azul

No caso da Azul, a partir de 1º de junho os clientes que saírem de Viracopos (Campinas-SP), poderão ter até 30% de desconto em viagens para 14 destinos se optarem por não despachar bagagens. Caso decida despachar, o passageiro também pagará R$ 30 para uma mala de até 23 kg.

LATAM e Avianca

A Latam informou que as regras de bagagens da companhia permanecem inalteradas e que informará sobre as mudanças em breve. A empresa havia anunciado que, ainda este ano, passaria a cobrar R$ 50 pela primeira mala de 23 quilos despachada pelos passageiros nos voos domésticos.

Ainda não dá para saber se esses prometidos descontos farão diferença real para nós, viajantes. O que dá para ter certeza, pelo menos por enquanto, é do quanto gastaremos a mais.

 

Rodrigo Rocha
rodrigo@agenteviaja.net
Instagram: @agenteviaja
Twitter: @agenteviaja
Curta facebook.com/AGViaja


Mais posts da coluna Na hora de viajar


Booking.com